segunda-feira, setembro 05, 1994
0
Esta foi a primeira vez que tive um caralho no cu, ou melhor, a roçar-se bem duro, apesar de desde os 12 anos (1992) desejar um mastro dentro de mim.

O meu avô tinha uma terra, onde cultivava algumas vinhas, pelo que no início de Setembro, os meus pais e tios iam à aldeia ajudar na apanha das uvas. A família juntava-se toda e toda a gente dava uma mão. Um dos meus tios, como é camionista, tem uma carrinha de transporte de mercadorias levava-a sempre para ajudar. Esta cena aconteceu nessa carrinha.

Quando estávamos a ir para as vinhas, os meus três tios e o meu pai foram na carrinha bem apertados e eu acabei por também querer ir lá, por isso, como estava já lotada, fui ao colo do tio em questão. Estava calor e eu ia de calções e em tronco nu, tal como o meu tio.

Apesar dos quarentas, o meu tio tinha o corpo definido com o peito peludo. Foi quando comecei a sentir os pelos nas costas que comecei a ficar excitado. Mas não fui o único, pois com os solavancos da estrada de terra batida, comecei a sentir algo muito duro a roçar-me no cu, a tocar-me, o meu tio, ao sentir-me a roçá-lo sem querer estava de pau feito, duro como uma pedra... Nem queria acreditar, mas aproveitei bem, mexendo o rabo ao sabor da viagem, sentindo-lhe cada centímetro, devia ter uns 20, roçando as costas naquele peito peludo...

E ele não parava, não sei se para evitar que eu lhe sentisse o caralho, se para gozar também o momento, o meu tio, ia-me ajeitando com as mãos cravadas na minha cintura, o que fazia com que eu o sentisse ainda melhor.

Passados uns minutos esporrei-me nos slips quando senti também algo molhado no rabo; o meu tio ou também se veio ou estava muito bem lubrificado.

Quando saímos da carrinha, fiz questão de olhar para a berguilha do meu tio, que estava bem grande, embora ele tentasse disfarçar o mais que podia, e tinha uma mancha razoável...

Nessa noite bati uma a pensar na primeira vez que senti um caralho no cu...
Mensagem mais recente
Anterior
Este é o relato mais antigo.

0 comentários:

Publicar um comentário